Miranda Brasil
Image default
negócios

Black Friday 2021 – Vale a pena?

Inicialmente criada nos Estados Unidos da América, a Black Friday, conhecida como Sexta Feira Negra, ocorreu no Brasil pela primeira vez no ano de 2010, e de lá pra cá ela evoluiu bastante.

Leia também:

Black Friday no Brasil ao longo dos anos

De 2010 a 2013, ela ocorreu totalmente de forma online. Contudo, no ano de 2014, passou a ter a participação de grandes varejistas brasileiros.

Sendo assim, ocorrendo também em lojas físicas, acabou atingindo cerca de R$ 1,2 bilhões de reais em vendas somente no meio online. Registrando, dessa forma, em um único dia, cerca de quase 4% do faturamento anual.

Devido a este ocorrido, anualmente passou-se a dar uma importância grande para a Black Friday no Brasil. Sendo assim, começou a ser considerada como uma das datas mais importantes para o e-commerce anualmente.

A Fama de “Black Fraudulenta”

No seu início, ela foi apelidada de “Black Fraude” devido ao grande número de empresas e e-commerces que dias antes aumentavam os seus preços e, chegando no dia, vendia os produtos com descontos, que na realidade eram os preços comuns praticados cerca de 1 ou 2 meses antes.

No entanto, para coibir tal prática, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, começou a atuar mais ativamente e criou um código de ética que é anualmente liberado.

A Câmara E-Net (como é conhecida), disponibiliza uma lista de empresas seguras e participantes onde as pessoas podem, de forma segura, comprar sem ter maiores preocupações com fraudes ou demora na entrega.

As pessoas, para evitarem cair em golpes de empresas online que aumentam o valor antes da Black Friday anual, procuram os produtos que têm interesse no Buscapé, por exemplo, para ver o preço que custava e o valor atual. Com isso, tornou-se menos provável cair em golpes de falsas promoções.

Embora os golpes ainda existam, melhorou bem nos últimos anos. Os consumidores estão mais atentos as lojas fraudulentas, inclusive denunciando fortemente nas redes sociais esse tipo de prática.

Tendências da Black Friday 2021

No Brasil, a Black Friday 2021 ocorrerá na sexta-feira seguinte da quarta quinta-feira de novembro. Infelizmente, muitas pessoas se perguntam se compensa participar. Afinal, no Brasil, há uma série de empresas que antes promovem descontos maquiados, aumentando o preço dos produtos dias antes e, no dia que ocorre o evento, baixam o preço, alegando que os descontos são “enormes”.

O maior desejo e tendência dos consumidores neste ano é dos seguintes produtos:

  • Acessórios e bijuterias;
  • Calçados;
  • Celulares e smartphones;
  • Computadores e notebooks;
  • Eletrônicos em geral;
  • Pacotes de viagens;
  • Passagens aéreas;

Expectativas da Black Friday Durante a Pandemia

Muito aguardada pelos mais diversos setores, a Black Friday 2021 possui grandes expectativas, principalmente por conta dos problemas sanitários causados pela pandemia. Sendo assim, devido ao avanço da vacinação, a expectativas em número é a seguinte:

  • Aumento no faturamento total (30%);
  • Quantidade de pedidos (25%);
  • Ticket médio das compras (6%).

Como muitas pessoas ainda estão em suas residências e trabalhando em Home Office, estão mais adeptas e familiarizadas com as compras online.

Portanto, a expectativa no geral é de números 20% maiores do que a ocorrida em 2019 e 10% em relação a 2020.

Contudo, a exigência atualmente dos consumidores é por parte das empresas de logística e entrega, onde os mesmos querem que suas compras cheguem bem mais rápido do que o esperado.

Alias, a velocidade de entrega se tornou um item muito importante para as lojas online, uma vez que o cliente fica mais satisfeito com entregas rápidas e acaba comprando mais.

Dessa forma, com a retomada da economia acontecendo de forma acelerada, a preparação por parte dessas empresas já está ocorrendo. Para se preparar, o setor de logística já empregou um número 10% a mais de pessoal em relação ao último ano.

Pix e a Black Friday 2021

Com a adoção acelerada do novo meio de pagamento criado pelo Banco Central, a preparação feita pelas empresas é de que os pagamentos feitos por PIX sejam adotados em larga escala, onde as mesmas estão preparando principalmente por via online, descontos entre 2% a 5% da venda.

Isso deve impulsionar as vendas e infelizmente os golpes aplicados.

Como vender mais na Black Friday?

Não só para aqueles que tem lojas virtuais, mas para o comércio em geral, é importante que comerciantes agreguem valor as promoções para que todos se beneficiem, ou seja, o lojista faturando mais e os consumidores tento realmente um desconto que valha a pena comprar na Black Friday.

Se você tem um e-commerce, ou tem interesse em aprender a vender no meio online, você poderá optar por ter ajuda de uma agência de marketing digital especializada, como a Hug Websites, por exemplo.

Eles podem te auxiliar nessa jornada e te trazer resultados extraordinários!

Gostou deste artigo?

Deixe o seu comentário ou compartilhe agora mesmo com seus amigos.

Até a próximo.

Leia mais:

Related posts

Portabilidade TIM para Claro, como fazer? – Aprenda passo a passo!

MirandaBrasil

Segurança residencial: conheça quais tipos você pode implementar na sua casa

MirandaBrasil

Qual a melhor forma de montar um negócio? Franquia ou do zero?

MirandaBrasil

Deixe um Comentário