Miranda Brasil
Image default
saúde

Xerostomia: causas, sintomas e tratamentos

A xerostomia, popularmente conhecida como boca seca, é uma condição que afeta a produção insuficiente de saliva na cavidade bucal. 

Esse problema pode causar desconforto e interferir nas funções bucais essenciais, como a digestão adequada dos alimentos, a lubrificação dos tecidos orais e a proteção contra bactérias e cáries. 

Neste artigo, exploraremos em detalhes o que é, suas causas, sintomas e as opções de tratamento disponíveis para aliviar esse problema.

 

O que é Xerostomia?

A xerostomia é uma condição em que a boca apresenta uma diminuição na produção de saliva, levando à sensação de boca seca e desconforto. 

A saliva desempenha um papel crucial na saúde bucal, ajudando na digestão dos alimentos, neutralizando ácidos, remineralizando os dentes e eliminando bactérias. 

Quando há uma diminuição na produção de saliva, podem surgir diversos problemas bucais. Vale ainda levar em conta que é uma condição que motiva o sapinho na boca.

 

Causas da Xerostomia

A boca seca pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo condições médicas, medicamentos, tratamentos de saúde, hábitos de vida e fatores relacionados à idade. 

Algumas das principais causas incluem uso de medicamentos, como antidepressivos e antialérgicos, doenças autoimunes, como síndrome de Sjögren, radioterapia na região da cabeça e pescoço, diabetes, tabagismo e desidratação.

 

Quais os sintomas da Xerostomia?

Além da sensação de boca seca, a xerostomia pode estar associada a outros sintomas, como: 

  • Dificuldade em engolir;
  • Sensação de ardor na língua;
  • Mau hálito;
  • Saliva espessa e pegajosa;
  • Feridas na boca;
  • Aumento da suscetibilidade a infecções bucais, como candidíase oral e cáries.

 

Tratamentos para a Boca Seca

O tratamento da xerostomia visa aliviar os sintomas, estimular a produção de saliva e prevenir complicações bucais. 

As opções de tratamento incluem medidas de cuidados diários, como aumento da ingestão de água, estimulação salivar com alimentos ácidos, uso de saliva artificial e higiene oral adequada. 

Além disso, podem ser prescritos medicamentos que estimulem a produção de saliva ou substitutos salivares. Em casos mais graves, quando a xerostomia é causada por tratamentos médicos, pode ser necessário ajustar a terapia ou buscar alternativas.

 

Dicas para aliviar a Xerostomia

Além do tratamento específico, algumas dicas podem ajudar a aliviar os sintomas da xerostomia. 

Entre elas estão manter uma boa hidratação, evitar alimentos e bebidas que podem contribuir para a secura bucal, como cafeína e álcool, evitar o tabagismo, usar umidificadores de ambiente, mastigar goma de mascar sem açúcar para estimular a produção de saliva e realizar visitas regulares ao dentista.

A doença, ou boca seca, é uma condição incômoda que pode interferir na qualidade de vida e na saúde bucal. É importante entender as causas e os sintomas dessa condição, assim como conhecer as opções de tratamento disponíveis. 

 

Qual profissional recorrer?

O profissional de saúde mais indicado para tratar a xerostomia é o dentista, especialmente aqueles que possuem especialização em saúde bucal ou em medicina bucal. Os dentistas estão capacitados para diagnosticar e tratar problemas relacionados à boca e à cavidade oral, incluindo a xerostomia.

Ao consultar um dentista, ele realizará uma avaliação clínica detalhada, revisará seu histórico médico e realizará exames específicos para determinar a causa da xerostomia. Dependendo do diagnóstico, o dentista poderá indicar um tratamento adequado ou encaminhá-lo para um especialista, como um médico especializado em medicina bucal ou um especialista em doenças salivares.

O tratamento da xerostomia pode envolver uma abordagem multidisciplinar, dependendo das causas subjacentes. Em casos nos quais a xerostomia é causada por medicamentos, o dentista pode colaborar com o médico responsável pelo tratamento para avaliar a possibilidade de ajustar a medicação ou encontrar alternativas que minimizem os efeitos colaterais de boca seca. Em casos mais complexos, nos quais a xerostomia está associada a condições médicas subjacentes, como a síndrome de Sjögren, o dentista pode trabalhar em conjunto com médicos especialistas para desenvolver um plano de tratamento abrangente.

Além disso, o dentista pode fornecer orientações sobre cuidados bucais adequados para pessoas com xerostomia, incluindo recomendações sobre produtos específicos para alívio dos sintomas e prevenção de problemas dentários relacionados à falta de saliva.

Portanto, se você está enfrentando xerostomia, é importante marcar uma consulta com um dentista. O dentista é o profissional mais qualificado para avaliar sua condição, fornecer orientações adequadas e indicar o tratamento mais apropriado para aliviar os sintomas e melhorar sua saúde bucal.

Consultar um profissional de saúde, como um dentista, é fundamental para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. Adotar hábitos saudáveis e seguir as orientações do profissional podem ajudar a aliviar a xerostomia e manter a saúde bucal em dia. 

Não deixe de cuidar da sua boca e buscar o suporte necessário para lidar com a xerostomia de forma eficaz.

Leia também:

Related posts

Pharmaimports: especialista em medicamentos importados

Gilson Rodrigues

Descubra os benefícios da amamentação para saúde bucal do seu bebê

Gilson Rodrigues

Visitas ou vídeo chamadas? Como serão as consultas pós-pandemia

Gilson Rodrigues