Miranda Brasil
Image default
noticias

Como saber a hora certa de fazer a troca de óleo do motor?

A troca de óleo do motor do carro é um procedimento fundamental para manter o bom funcionamento do veículo. Uma grande questão associada a isso, porém, é que muita gente não sabe a hora certa de realizar essa substituição, e algumas orientações são necessárias para evitar danos ao veículo. 

Este artigo, diante disso, busca justamente apresentar de maneira simples e objetiva as principais informações sobre essa prática tão relevante para a manutenção do veículo e para mantê-lo em boas condições. E, vale lembrar, cuidar disso também tem a ver com segurança!

 

Para que serve o óleo do motor?

O óleo do motor é um elemento que garante o bom funcionamento do motor, ao mesmo tempo que protege os seus componentes móveis. Isso acontece porque ele é um lubrificante que confere as condições ideais para que essas partes móveis entrem em atrito entre si, sem gerar danos estruturais. 

Essas partes móveis são, principalmente, os pistões — que se movimentam dentro dos cilindros — e o virabrequim — que interage com as bronzinas. Sem o óleo, essas peças podem se danificar facilmente. 

Além disso, o óleo também contribui para manter a temperatura do motor equilibrada, uma vez que, nele, há a combustão de gases que liberam bastante calor.

Por que é importante trocar o óleo na hora certa?

Tão importante quanto a troca de óleo do motor é realizar esse procedimento no momento certo. Um óleo usado por muito tempo pode apresentar características prejudiciais ao motor e seus componentes, como a mudança na consistência do produto, que pode engrossar e perder sua função lubrificante. 

Outra coisa que pode acontecer com o óleo velho é a perda das propriedades pelos seus aditivos. Em outras palavras, o produto deixa de funcionar adequadamente, o que pode gerar o maior desgaste do motor e de suas já citadas peças móveis.

Como saber a hora certa de fazer a troca de óleo do motor?

Para saber o momento certo de realizar a troca do óleo é interessante observar pelo menos três coisas: o nível de óleo no motor, quilometragem e manual. O nível do óleo é observado com ajuda do medidor, que deve sempre estar entre o mínimo e máximo. 

Quanto à quilometragem que o óleo já possui, deve, geralmente, a cada 10-15 km percorridos ser substituído, ou entre 5-7 km para veículos que rodam muito. E o manual do veículo que sempre apresenta essas informações, então pode ser consultado em caso de dúvidas. 

Levar o carro até um profissional também pode ajudar a determinar se está no momento de renovar o óleo do motor. Ele é tecnicamente preparado para avaliar essa necessidade e também para indicar o produto certo para a troca.

Como se deve fazer a troca de óleo do motor?

A realização da troca de óleo do motor deve seguir uma sequência específica de passos para que o processo seja bem feito. Confira abaixo as ações necessárias: 

  •     Ligue o carro durante alguns minutos (para esquentar o óleo);
  •     Eleve a parte frontal do carro (com rampa, macaco e outros equipamentos);
  •     Retire a vareta e o plugue da bandeja de óleo (faça isso com algum recipiente abaixo para coletar o óleo velho e tome cuidado, pois ele estará quente);
  •     Limpe, com um pano adequado, o bujão de drenagem;
  •     Troque o filtro;
  •     Coloque o óleo novo. 

Após esses procedimentos, também é interessante verificar se há problemas, como vazamentos. Para isso, basta ligar o veículo, ainda com a frente elevada, durante cerca de um minuto e observar se existem vazamentos. Se houver, o problema deve ser resolvido logo. Se não tiver, então está tudo certo.

Quais erros se deve evitar ao fazer a troca do óleo?

óleo do motor

Prestar atenção aos detalhes envolvidos na troca do óleo é importante para evitar erros e, consequentemente, problemas diversos relacionados à manutenção do veículo e à segurança. Essas são algumas das coisas a se evitar: 

  •     Não realizar a troca do óleo quando necessário;
  •     Trocar o óleo no prazo errado;
  •     Não trocar o filtro do óleo;
  •     Ignorar as informações do manual do veículo;
  •     Deixar de observar o nível correto do óleo;
  •     Não respeitar a orientação do fabricante para o tipo de óleo (motor para gasolina e etanol não pode receber óleo para motores a diesel e vice-versa);
  •     Usar aditivos na hora de trocar o óleo (muitas vezes eles são desnecessários). 

Todos esses erros são relativamente simples de serem evitados e podem livrar o motorista de grandes problemas futuros no que se refere a manutenção, economia e segurança. Vale a pena ficar atento a essas coisas. 

Como visto, realizar a renovação do óleo do motor de um veículo é algo imprescindível e atentar para o momento adequado de fazer isso também é muito importante. Siga todas as orientações deste texto e evite problemas com o seu veículo.

O que fazer com o óleo usado após a troca?

Depois de efetuar a troca do óleo do motor, você fica com uma questão: o que fazer com o óleo usado? O óleo usado não deve ser descartado na natureza ou no esgoto, pois é altamente poluente. A quantidade de óleo de um carro pode contaminar milhões de litros de água, por exemplo.

O ideal é levar o óleo usado a um local apropriado para o descarte, como um posto de troca de óleo ou uma oficina mecânica.

Existem empresas especializadas na coleta e reciclagem de óleo de motor usado. Este óleo é geralmente refinado e reutilizado, ou usado para produzir biodiesel, uma alternativa sustentável ao diesel tradicional. Descartar corretamente o óleo usado também é uma prática ambientalmente responsável.

Conclusão

Em conclusão, a troca de óleo do motor é uma das práticas de manutenção de veículos mais críticas e deve ser realizada em tempo hábil para garantir o bom funcionamento do motor.

Além de seguir o manual do veículo para a frequência e o tipo de óleo a ser usado, também é fundamental evitar erros comuns durante o processo de troca. Além disso, a disposição adequada do óleo usado é essencial para proteger o meio ambiente.

Com essas práticas, você pode manter o motor do seu carro funcionando perfeitamente, prolongar a vida útil do veículo e promover a responsabilidade ambiental.

Leia também:

Related posts

Renda fixa pode ser ideal para investir restituição do IR

Gilson Rodrigues

A atenção plena: desvendando o poder de viver no presente

marcela

Aluguel de Drone – Benefícios, valores e muito mais 

Gilson Rodrigues