Miranda Brasil
Image default
saúde

O que é bipolaridade: sintomas e tratamentos

A bipolaridade é um transtorno mental que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. É caracterizado por ciclos de humor extremos, que podem levar a comportamentos de risco e prejudicar a qualidade de vida do paciente.

Embora o tratamento seja essencial para o controle dos sintomas, muitos mitos cercam o transtorno. Neste artigo, vamos discutir o que é bipolaridade, seus sintomas, tipos, tratamentos e mitos comuns, incluindo o uso de canabidiol como alternativa terapêutica.

O que é bipolaridade?

A bipolaridade, também conhecida como transtorno bipolar, é um transtorno mental que causa mudanças extremas de humor, com períodos de mania e depressão. 

Os sintomas podem ser diferentes de uma pessoa para outra, mas, em geral, incluem oscilações de humor, irritabilidade, insônia, fadiga, desânimo, pensamentos suicidas e outros. A bipolaridade é um transtorno crônico e requer cuidados de longo prazo. 

Existem diferentes tipos de bipolaridade, cada um com seus próprios sintomas e durações.

Bipolaridade tipo I

A bipolaridade tipo I é caracterizada por episódios de mania que duram pelo menos sete dias ou são tão graves que exigem hospitalização imediata. Os episódios de depressão também são comuns nesse tipo de bipolaridade.

O papel do apoio social na recuperacao

Bipolaridade tipo II

Na bipolaridade tipo II, os episódios de mania não são tão intensos quanto na bipolaridade tipo I, mas os episódios de depressão são mais frequentes e intensos. 

A pessoa com bipolaridade tipo II pode ter períodos de hipomania, que são menos graves que os episódios de mania.

Bipolaridade ciclotímica

A bipolaridade ciclotímica é um tipo de bipolaridade mais leve, caracterizado por oscilações de humor menos intensas, mas que duram pelo menos dois anos. 

As pessoas com bipolaridade ciclotímica têm períodos de humor elevado e irritabilidade, seguidos por períodos de humor deprimido.

O que acontece na bipolaridade?

Os ciclos de humor na bipolaridade incluem períodos de mania, quando o paciente tem sentimentos extremos de euforia, energia excessiva, fala rápida e pensamentos acelerados. 

Em contrapartida, os períodos de depressão são caracterizados por tristeza profunda, falta de energia, perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas, isolamento social e pensamentos suicidas.

É importante destacar que os ciclos de humor na bipolaridade não são previsíveis, podem durar dias, semanas ou meses, e podem variar em gravidade e duração de acordo com o indivíduo.

Como tratar a bipolaridade?

O diagnóstico da bipolaridade pode ser feito por um profissional de saúde mental, como um psiquiatra ou psicólogo. 

O tratamento da bipolaridade pode incluir medicamentos, como estabilizadores de humor, antidepressivos e antipsicóticos, e terapia comportamental e cognitiva. Esses tratamentos podem ajudar a reduzir os sintomas e prevenir episódios futuros. 

A terapia comportamental e cognitiva pode ajudar o paciente a entender e gerenciar seus pensamentos e comportamentos, ajudando-o a estabelecer estratégias para lidar com os sintomas. 

É importante ressaltar que o tratamento da bipolaridade é um processo contínuo e pode ser necessário ajustar a medicação ou a terapia ao longo do tempo.

o que é bipolaridade

Canabidiol como alternativa terapêutica

O canabidiol, também conhecido como CBD, é um composto derivado da cannabis que tem sido estudado como uma alternativa terapêutica para a bipolaridade. 

Alguns estudos sugerem que o CBD pode ajudar a melhorar o humor, reduzir a ansiedade e estabilizar o humor em pessoas com transtornos bipolares. 

No entanto, ainda são necessárias mais pesquisas para determinar a eficácia e segurança do uso do CBD para a bipolaridade.

Como lidar com alguém com bipolaridade?

Pessoas com bipolaridade precisam de apoio e compreensão durante os períodos de crise. Isso pode incluir ajudá-las a manter um ritmo regular de sono, alimentação e exercícios físicos, além de fornecer uma rede de apoio saudável. 

Estabelecer limites saudáveis também é importante para ajudar a pessoa a lidar com os sintomas. 

É importante lembrar que, durante os episódios de mania, a pessoa com bipolaridade pode não ter noção dos riscos envolvidos em seus comportamentos e pode precisar de ajuda profissional imediata.

Mitos e verdades sobre a bipolaridade

Existem muitos mitos e equívocos sobre a bipolaridade. Alguns deles incluem a ideia de que a bipolaridade é causada por fraqueza de caráter ou que o tratamento é ineficaz. 

É importante desmistificar essas ideias erradas e derrubar estereótipos para que as pessoas possam buscar ajuda adequada. 

Outro mito comum é que as pessoas com bipolaridade são imprevisíveis e perigosas, quando na verdade, com o tratamento adequado, elas podem levar uma vida normal e produtiva.

Fatores de risco para a bipolaridade

Alguns fatores de risco para a bipolaridade incluem histórico familiar de transtornos mentais, eventos traumáticos na vida, abuso de substâncias e outros. Identificar esses fatores pode ajudar na prevenção e no tratamento precoce do transtorno. 

É importante destacar que a bipolaridade não é causada por um único fator e é provavelmente o resultado da interação de vários fatores biológicos e ambientais.

Prevenção e autocuidado

Identificar precocemente os sintomas da bipolaridade e adotar hábitos saudáveis, como dormir bem, fazer exercícios físicos e manter uma alimentação balanceada, são importantes para o autocuidado e prevenção do transtorno. 

O tratamento e acompanhamento regulares também são fundamentais para a gestão da bipolaridade. É importante destacar que a automedicação e o uso de drogas ou álcool podem piorar os sintomas da bipolaridade e prejudicar o tratamento.

O papel do apoio social na recuperação

Amigos e familiares podem desempenhar um papel importante na recuperação de pessoas com bipolaridade, fornecendo apoio emocional e encorajamento. 

Grupos de apoio e terapia em grupo também podem ser úteis para compartilhar experiências e obter suporte de outras pessoas que estão passando pelo mesmo problema. 

Além disso, muitas pessoas com bipolaridade acham útil participar de programas de educação para pacientes e familiares, que podem fornecer informações sobre o transtorno e estratégias para lidar com ele.

Conclusão

A bipolaridade é um transtorno mental que pode afetar a vida de muitas pessoas. Embora os sintomas possam ser debilitantes, a bipolaridade pode ser tratada e controlada com o tratamento adequado e o apoio emocional. 

É importante desmistificar os mitos e equívocos sobre o transtorno para garantir que as pessoas possam buscar ajuda adequada e compreender o transtorno de forma mais precisa. 

Se você ou alguém que você conhece está enfrentando a bipolaridade, não hesite em buscar ajuda profissional. Com o tratamento adequado, muitas pessoas com bipolaridade podem levar uma vida produtiva e satisfatória.

Leia também:

 

Related posts

Como entender o contrato do seu plano odontológico

Marlon

Convulsão: o que é, quais as causas e como agir

Gilson Rodrigues

Massagem Terapêutica em Curitiba: Uma Jornada para o Bem-Estar

Jorge Torrez