Miranda Brasil
Image default
saúde

Como prevenir e tratar a halitose matinal

A halitose, também conhecida como mau hálito, é um problema que afeta muitas pessoas e que está atrelado a muito constrangimento. 

Isso porque, de acordo com o senso comum, o mau odor na boca está relacionado com a falta de higiene bucal, uma crença que não é verdadeira, já que muitas condições levam e esse mau cheiro. 

Dessa forma, um dos principais momentos em que esse mau cheiro se manifesta é justamente ao acordar, já que as muitas horas em jejum ajudam a fortalecer esse odor. 

Entretanto, a boa notícia é que existem maneiras de evitar e amenizar a halitose pela manhã, principalmente em casos em que o paciente utiliza um implante de dente.

Sendo assim, confira a seguir tudo o que precisa saber a respeito da halitose e os motivos pelos quais o  paciente desenvolve mau hálito matinal. 

Além de entender o que é de fato o mau hálito, quais os tipos e como fazer para evitar essa questão, melhorando também a sua saúde bucal e a estética do seu sorriso. 

O que causa o mau hálito matinal?

Todo mundo sabe o que é mau hálito matinal, já que essa é uma condição bem comum, uma vez que esse nada mais é do que uma halitose que se desenvolve durante as horas de sono e se manifesta justamente ao acordar das pessoas. 

Portanto, para conseguir lidar apropriadamente com essa questão, em primeiro lugar é importante saber o que a causa, assim como acontece com pacientes que precisam realizar uma cirurgia odontológica

Dessa maneira, confira a seguir algumas das principais causas da halitose matinal para evitar que isso piore. 

Partículas de alimentos

Durante o período de sono, as enzimas presentes na boca são responsáveis por quebrar as partículas de alimentos que permanecem entre os dentes, na língua ou ao redor da linha da gengiva. 

Então, essa atividade acaba gerando compostos de enxofre voláteis que acabam causando o mau hálito pela manhã. 

Fumar

Além dos restos de alimentos, a prática do fumo também pode causar a halitose devido aos componentes químicos do cigarro que estão em contato direto com a boca. 

Vale ressaltar que o fumo causa outras doenças bucais e pode provocar também o câncer de boca. Para saber mais, procure consultar um periodontista.

Boca Seca (Xerostomia)

A boca seca, também chamada de xerostomia, também é um problema bucal que desenvolve a halitose, mas pode gerar também outros problemas bucais, uma vez que, a saliva é responsável pela hidratação dos tecidos bucais. 

Em resumo, a saliva auxilia a eliminar as bactérias que se acumulam durante o dia e a noite na boca.

Má higiene bucal

A falta de higiene bucal é extremamente prejudicial para a saúde bucal e pode causar outros problemas como as cáries, gengivite, doenças periodontais ou até mesmo as placas bacterianas. 

Isso, por sua vez, pode amarelar os dentes e levar o paciente a precisar realizar um clareamento dental consultório.

Em geral, o principal papel da higienização é limpar a boca dos restos de alimentos que estão presentes nos dentes, gengivas e língua, a fim de eliminar as bactérias e microrganismos, responsáveis pelas doenças bucais e pela halitose. 

O que é a halitose?

A halitose ou mau hálito, nada mais é do que o mau odor que surge na boca, causado por uma alteração do hálito que o torna desagradável. 

Então, pode ser ou não um sintoma de alguma doença bucal, mas em geral, esse cheiro sempre está atrelado a alguma disfunção orgânica ou fisiológica da boca. 

Dessa forma, é possível realizar tratamentos e evitar a necessidade de realizar uma cirurgia atm

Então, para conseguir evitar a halitose, é imprescindível que o paciente realize a devida manutenção de sua saúde bucal, através da higienização, visitas regulares ao profissional dentista, e o consumo de alimentos saudáveis, com uma dieta balanceada. 

Quais os tipos de halitose?

Apesar de parecer tudo a mesma coisa, a verdade é que existem diferentes tipos de halitose, e é necessário conhecê-las. 

Com isso, será possível identificar suas causas e assim buscar os melhores profissionais e os variados modos de tratamentos. Sendo assim, confira a seguir os tipos de mau hálito:

  • Halitose fisiológica (mau hálito de manhã);
  • Halitose patológica;
  • Halitose por medicamentos;
  • Halitose temporária;
  • Halitofobia.

Desse modo, ao ver todo o conteúdo, é possível compreender como realizar e tratar a halitose logo pela manhã, para não sofrer com essa condição. 

Para mais conteúdos relacionados à Marketing Digital, Cultura, Negócios, Saúde, acesse nosso portal.

Leia também:

 

Related posts

Descubra quais são os principais serviços de um laboratório de biologia molecular

Gilson Rodrigues

Xerostomia: causas, sintomas e tratamentos

Jorge Torrez

Remédio Buscopan: para que serve e que dores esse medicamento alivia?

Gilson Rodrigues